(11) 3871-5708 (11) 98718-2191 Segunda - Sexta 08:00 - 18:00 Rua Ponta Porã, 1223 – Alto da Lapa – São Paulo – SP
(11) 3871-5708 (11) 98718-2191 Segunda - Sexta 08:00 - 18:00 Rua Ponta Porã, 1223 – Alto da Lapa – São Paulo – SP

Consumir Ômega 3 na Gravidez Ajuda no Desenvolvimento do Bebê

VeiculoRevista Pais e Filhos
Data01/2016
ConsultoriaNutricionista Renata Buzzini

INGESTÃO DE PEIXES E SEMENTES AUXILIAM NA VISÃO E CIRCULAÇÃO TAMBÉM

A boa nutrição é muito importante para a manutenção da saúde e, para quem está gerando uma nova vida, é mais primordial ainda. Durante a gestação, as necessidades femininas são multiplicadas. Por essa razão, é tão importante darmos atenção e garantir as quantidades adequadas de algumas vitaminas, óleos e gorduras, pois elas refletem no desenvolvimento da criança, segundo a nutricionista Maria Fernanda Rocha Elias, membro da Câmara Técnica do Conselho Regional de Nutricionistas da 3º Região.

A também nutricionista Renata Buzzini, diretora da empresa Cardapioterapia, disse que a mesa do brasileiro é pobre em alguns nutrientes, como o ômega 3, gordura crucial na formação da visão, da circulação e do sistema nervoso.

O consumo de ômega 3 por grávidas é um consenso para a ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia), de acordo com Maria Fernanda, já que a gordura ajuda no desenvolvimento do bebê e o DHA (um tipo de ômega 3) traz bem estar para a mãe.

Inclusive, o DHA já está presente no leite da mãe, comprovando que o ômega 3 é realmente importante. “Toda a população deveria consumir, pelo menos três vezes por semana, peixes de águas profundas, que possuem o nutriente”, afirmou Maria Fernanda.

“Adiem os planos de gravidez”, diz diretor do Ministério da Saúde

Existe sexo depois da gravidez?

10 maneiras de evitar o inchaço na gravidez

Outros alimentos que possuem ômega 3 são sementes de linhaça, castanhas, chia e óleos vegetais, como o de soja, de canola e o azeite. Mas apenas os peixes possuem DHA, porque as algas que eles comem têm o nutriente.

Renata Buzzini chega a indicar, para a maioria das grávidas que vão a seu consultório, a ingestão de cápsulas de ômega 3, mas é importante ressaltar: somente até o sétimo mês de gestação.

O ômega 3 afina o sangue e, se a grávida fizer parto normal, sangrará mais, podendo até sofrer hemorragia. No entanto, o que a gestante deve parar de consumir é a cápsula. Ingerir os alimentos que contém a gordura está liberado.

Não há contraindicação para as cápsulas, mas elas devem ser sempre recomendadas por um médico ou nutricionista.

Deixe um Comentário

× Como posso te ajudar?