(11) 3871-5708 (11) 98718-2191 Segunda - Sexta 08:00 - 18:00 Rua Ponta Porã, 1223 – Alto da Lapa – São Paulo – SP
(11) 3871-5708 (11) 98718-2191 Segunda - Sexta 08:00 - 18:00 Rua Ponta Porã, 1223 – Alto da Lapa – São Paulo – SP
VeiculoGrupo Vidar
Data03/2016
ConsultoriaNutricionista Renata Buzzini

A Hipertensão na Gestação é mais comum do que se imagina, podendo ser diagnosticada no início, meio ou final da gestação. Quando esse quadro surge após a 20ª semana, classificamos como hipertensão gestacional e ela tende a permanecer pelo resto da gravidez, mas costuma desaparecer até a 12ª semana pós parto. Por isso os cuidados com a alimentação não podem parar logo após o parto.

O que faz você ter maior chance de desenvolver Hipertensão na Gestação?

  1. Sobrepeso antes de engravidar
  2. Ganho de peso excessivo na gestação
  3. História Familiar
  4. Gravidez gemelar
  5. Gestantes com mais de 35 anos

Quais dicas são importantes de aplicar em meu dia a dia?

Hábito Ruim Solução
Adição de sal durante
a preparação dos alimentos.
Usar temperos naturais para dar mais
sabor aos pratos, tais como: alho, cebola, salsa,
cheiro-verde, coentro, cominho, louro, sálvia, manjericão, manjerona, alecrim, noz moscada,
entre outros.
Uso de sal refinado,
ele é pobre em minerais.
Sal marinho é minimamente processado, sendo
assim mais enriquecido em minerais como o cálcio, magnésio e potássio.O sal rosa do Himalaia tem metade da quantidade
de sódio do sal de cozinha e é riquíssimo em minerais.
Utilizar temperos industrializados:
shoyo, molhos para salada,
molho de pimenta, entre outros. 

 

Faça em casa o “sal de ervas” e dê um toque especial:

1 xícara (de chá) de sal grosso
(marinho ou Himalaia)

1 colher (de sopa) de alecrim

2 colheres (de sopa) de tomilho

2 colheres (de sopa) de manjericão

2 colheres (de sopa) de orégano

1 colher (de chá) de noz moscada
ralada na hora

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata. Conserve em um recipiente com tampa.

Alimentos industrializados como:
macarrão e sopas instantâneas, enlatados, embutidos, pratos congelados, conservas, salgadinhos de pacote.
Prefira o consumo de massas frescas, prepare sopas
e caldos caseiros e congele.Priorize uma alimentação rica em alimentos naturais como, frutas, verduras e legumes e pães caseiros.
Consumo de refrigerantes, café,
chá mate, verde e preto.
Priorize a água de coco, chás naturais
(erva doce, cidreira, camomila) preparados em casa, quente ou gelados.
Sucos (néctar de fruta) de caixinha,
sucos em pó, sucos concentrados.
Prepare água aromatizada ou quando necessário opte pelos sucos tipo 100% integral ou polpa congelada ou congele frutas para o preparo de sucos.
Frequente consumo de queijos prato,
provolone e parmesão. 
Prefira queijos magros, como ricota e cottage. Patês caseiros são ótimas opções para agregar sabor (exemplo ricota batida com ervas e azeite)
Alimentos cozidos na água Prepare os legumes a vapor ou cozinhe
sem jogar a água fora. Esse preparo evita
a perda de potássio. Também é importante aumentar
o consumo de alimentos ricos em potássio:  banana, batata-doce, melão, beterraba, abacate, brócolis.
Leite integrais e derivados Manter uma ingestão adequada de cálcio por meio do consumo de leite e derivados, de preferência,
desnatados ou com redução de gordura.

 

Atenção, a recomendação do consumo máximo de sódio é de 2 /dia, o que equivale a 5 g de sal de cozinha comum. O sal rosa (“Himalaia”) tem 230 mg de sódio/g de sal e o sal de cozinha refinado tem 400 mg de sódio/g de sal.

 

Os rótulos dos produtos industrializados podem ser um aliado, fiquem atentas: a porção de 100g/100ml  não deve ultrapassar o valo de 80mg de sódio, sendo para quem já está com o quadro de hipertensão, importante manter o maximo de ingestão 40mg de sódio por porção.

Deixe um Comentário

× Como posso te ajudar?