(11) 3871-5708 (11) 98718-2191 Segunda - Sexta 08:00 - 18:00 Rua Ponta Porã, 1223 – Alto da Lapa – São Paulo – SP
(11) 3871-5708 (11) 98718-2191 Segunda - Sexta 08:00 - 18:00 Rua Ponta Porã, 1223 – Alto da Lapa – São Paulo – SP

Sal do Himalaia: Ele realmente é melhor que o sal branco?

Extraído das Salinas do Himalaia, na Ásia, esse sal ganhou imensa popularidade nos últimos anos. O seu grande diferencial em relação ao sal refinado (sal de mesa ou sal comum) seria justamente o fato de ele não ser refinado. As alegações são de que, por esse motivo, o sal rosa do Himalaia é um ingrediente muito mais rico em nutrientes do que o sal de mesa.
Pensando nisso, os profissionais do Centro de pesquisa em Alimentos (o FoRC), vinculados à Universidade de São Paulo e à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), decidiram fazer uma revisão de estudos que investigavam os efeitos positivo do sal rosa. E sabe o que encontraram? NADA.

A única informação que eles acharam válidas foi um artigo que mostra a composição desses alimentos. A conclusão foi simples, de fato eles têm mais minerais, pois não passam pelo refinamento, mas em hipótese alguma podem ser considerados fontes desses micronutrientes. Também vale lembrar, que os sais do Himalaia não contem menos sódio que o sal refinado. Na pesquisa, foi possível observar que eles contêm praticamente o mesmo teor desse mineral. Ou seja, devemos ter a mesma atenção ao consumi-lo.
Portanto, independente do sal que você escolha, o ideal é sempre ter moderação no consumo.
Dica: existem muitas imitações por aí. Para saber se você está comprando o verdadeiro sal do Himalaia, jogue um pouco do tempero na água. Se o líquido ficar colorido, é sinal de que colocaram corante no sal grosso.

Deixe um Comentário

× Como posso te ajudar?